quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

O REGADOR E AS GOTINHAS

O R
(Presente.)
Apresentação de uma embalagem bem bonita representando um presente.


“Hoje eu trouxe um presente! Quem gosta de presente aí?”

Falar acerca dos inúmeros presentes que alguém pode receber.

Quem quer ganhar o presente que eu trouxe? Este presente é muito especial porque veio diretamente de Deus. Alguém aí já recebeu um presente de Deus? Deus tem muitos presentes para nos dar, mas tem gente que prefere não receber se afastando de Deus.
LEITURA BÍBLICA:

A bênção do SENHOR é que enriquece; e não traz consigo dores. Provérbios 10:22

2) Descobrindo qual é o presente:
O que tem dentro deste presente?

Sementes! Sabe o que estas sementes representam? Nossa família!!!


Todo mundo aqui tem uma família? O que é família?

Família: grupo de pessoas com ancestrais comuns ou ligados por laços afetivos. Constituída por aqueles que fazem parte de um convívio. Família é um presente de Deus!


Mas, o que a família tem a ver com estas sementes?
É que a família nos é dada como uma semente que necessita de cuidados constantes.
No que esta semente vai se transformar?
Isto mesmo! Numa planta!
Qual planta? Existem muitas não é verdade?
A primeira coisa que aprendemos é que cada família é de um jeito próprio. “Cada família é um mundo à parte, com propostas e jeitos próprios e que não se repetem”.
A planta também purifica, renova o ar.
Família gera virtudes humanas. É preciso salvar as famílias se queremos uma vida mais saudável e equilibrada

3) A planta
Bom, voltemos à semente: ela não pode ser semente pelo resto da vida. Para crescer e se transformar numa linda planta, ela precisa de alguns cuidados:


1) Devemos colocá-la numa boa terra: Deus nos plantou neste mundo que não é tão bom assim. Mas Deus nos faz uma promessa:
Abrirei rios em lugares altos, e fontes no meio dos vales; tornarei o deserto em tanques de águas, e a terra seca em mananciais. Plantarei no deserto o cedro, a acácia, a murta, e a oliveira; e porei no ermo juntamente a faia, o olmeiro e o buxo; para que todos vejam, e saibam, e considerem, e juntamente entendam que a mão do Senhor fez isso,
e o Santo de Israel o criou. Isaías 41:18-20

2) Ela precisa de água:

Neste momento, apresentar um grande regador confeccionado em papel cartão ou algum outro material à sua escolha. Dentro deste regador coloque várias gotinhas desenhadas. Cada gotinha receberá uma palavra escrita nela. Estas palavras representam alguma coisa que a família precisa receber para crescer forte e feliz.
Eu utilizei as seguintes palavras (você pode variá-las):
•Tempo
•Paciência
•Verdade
•Sabedoria
•Amor


4) O Funcionamento da Planta:
Agora que nossa planta cresceu eu faço uma pergunta:
Vocês já viram uma planta sair por aí andando?
“Bom dia, senhor Bambu!” “Olá, dona Mangueira?”. Imagine você tentando comer um alface e ele fugindo do seu prato?
Claro que não! As plantas foram criadas por Deus e o próprio Deus deu a elas uma forma certa de funcionar.
Se as plantas têm uma forma de funcionar, Deus tem um padrão para o funcionamento das famílias também. Tem um MANUAL DE FUNCIONAMENTO.
Este manual traz segredos para a felicidade e os papéis de cada membro da família. Quem sabe qual é o nome deste manual?
Muito bem! A Bíblia!!!


Quebra-gelo: Vamos entender melhor este ensinamento?
Entregue um balde a algum irmão e peça a ele para enche com água. No entanto, combine com ele para, ao invés de encher com água, colocar os papeizinhos picados que estão no saquinho que você já preparou. Simule que regará As crianças com a água, jogando o conteúdo do balde (papel picado). Elas levarão o maior susto!
Deus nesta noite também quer te surpreender

Dinâmica: Procurando Jesus
Pais ajudando os filhos nesta tarefa
Esta dinâmica simples, mas muito propícia a reflexões variadas. Pode ser feita inserida em inúmeras mensagens. Vamos lá:
Chame uma criança (ou várias) e diga a elas que você escondeu na igreja um envelope parecido com este (mostre um). Este envelope representa A palavra de Deus, quem encontrá-la terá muita paz e alegria, além do direito de, um dia, morar no céu.
As crianças começam a procurar o envelope e, é claro, que não encontram.
Por que as crianças não encontram?
Porque sozinhas não conseguem, é muito difícil. Chame um adulto da Igreja, pai ou mãe de uma das crianças que estão participando da dinâmica. Você já deve ter combinado com ele, anteriormente, onde colocaria o envelope.
Peça a este adulto que segure a mão de seu filho e procure o envelope.
Obviamente, ele vai até o local que você disse e pegará o envelope. Agradeça e peça a todos para se sentarem.
O que você quer dizer com esta dinâmica?
Os filhos precisam da ajuda dos pais para encontrarem e viverem a Palavra de Deus... ajude seu filho nesta tarefa, guiando-o no caminho certo, orientando-o a não se desviar e nem perder o foco da salvação. Não basta entregá-lo ao pastor, à professora da EBD ou aos dirigentes do Grupo Infantil. A Palavra deve ser vivida diariamente no lar e ser ensinada primeiramente pelos pais através do exemplo e nas inúmeras situações do cotidiano.

FONTE:não sei tenho antigo


terça-feira, 15 de dezembro de 2015

AS SETE CARTAS DE APOCALIPSE





 Deve ser contada em varios domingos de preferencia sete domingos consecutivos

Introdução ao Apocalipse (ou Profecia)

 O livro no final da nossa Bíblia fala também do fim de um mundo que conhecemos e do começo de um mundo vindouro. O nome deste livro é Apocalipse. Ele tem este nome porque revela ou desvenda coisas conhecidas somente por Deus. Neste livro o Senhor Jesus fala a João. À medida que João escreve aprendemos mais sobre como Jesus é. Temos o seu grande poder e descobrimos algumas das coisas surpreendentes que acontecerão no futuro. Visto que apocalipse descreve eventos que ainda não aconteceram, ele é também chamado de livro da profecia.


O Salvador – A Mensagem da Bíblia do começo ao fim
Todos os livros da Bíblia até agora falaram de Jesus. No novo testamento, vimos Jesus deixar o céu para vir a terra como uma criancinha e nascer em Belém. Nós o vimos ensinando, pregando e curando. Nós o vimos morto na cruz, sepultado num túmulo e vivo após a sua ressurreição, chegamos até a vê-lo subir aos céus. Quando partiu Jesus prometeu que um dia Ele ia volta (João 14:13).
Quando isso acontecer, veremos Jesus de um modo como nunca vimos antes; nós o veremos como “Rei dos Reis e Senhor dos Senhores” (Apoc. 19:16).
Vamos procurar o livro de apocalipse isso é fácil. É o ultimo livro da Bíblia. Este livro foi escrito por alguém que escreveu outros quatro livros do novo testamento. Um evangelho e três cartas. Você sabe quem é? (João). João foi preso por pregar o evangelho mas, não se tratava de uma prisão comum, Ele se encontrava aprisionado em uma ilha – a ilha de Patmos - sozinho (apocalipse 1:9). Na verdade, não se achava só. Deus estava com ele. Deus mostrou muitas coisas a João durante o seu exílio. Essas coisas foram escritas para nós no livro de apocalipse. Quando João escreveu o que viu, nós passamos a ver Jesus como nunca o vimos antes.


O Senhor nos fala às Igrejas

A primeira parte de apocalipse contém sete cartas (ap 1 – 3).      Não precisa falar de início o nome das sete Igrejas.
fazer :


Primeiro domingo - 1ª. Carta – À igreja de Éfeso
 Contar como história para que eles possam entender: “Aí aconteceu ...”; “Então João continuou a carta e disse: ...”; “Em cada carta Jesus se apresenta assim: Eu vou escrever pra vocês me conhecerem melhor.”; “Em todas as cartas Ele chama atenção de todos os que têm ouvidos (você tem?). Para que serve o ouvido? Para ouvir! Então é isso)”.
        A mamãe, o papai chama o filho:
        - Lúcio, ou a filha Marta! Eles não respondem.
        Os pais dizem:
        - Vocês não estão ouvindo?
        - O que é papai!
        - Eu cheguei e quero um abraço!
        Então Jesus faz o mesmo conosco. Ele escreve para o pastor da igreja e diz ao pastor que ele conhece cada igreja. Às vezes fala, mas não entendemos, e ele explica.
        “Eu chamo os pastores de meus anjos porque os anjos me obedecem e eu quero que os pastores me obedeçam também.” Ele chama as igrejas de castiçais, lâmpadas, porque elas têm de ser luzes. Vocês conhecem o verso que diz: “Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo”? (João 9:5).

DAR TRABALHOS PARA ELES FAZEREM EM CLASSE peça antes figur ou leve de casa tenho esta sugestão que peguei na net.




Segundo domingo - 2ª. Carta – À igreja de Esmirna

        Primeiro tudo começa com Ele:
        Jesus diz que Ele é o Último; tudo termina com Ele. - Eu ressuscitei, não estou morto.
        Quando o pastor recebeu esta carta, ele disse assim: Que bom termos um Jesus vivo assim! Ele me ajuda a falar com as professoras, como ensinar às crianças, dizer que quando elas forem maltratadas na escola, não ficar tristes. Eles maltratam as pessoas porque não conhecem Jesus. As professoras então ensinam este comportamento para as crianças e também que em situações de perseguições, deboches, elas devem avisar aos pais sem medo.
      
        Sê fiel até a morte porque Ele já preparou uma coroa de vida para nós e vamos viver com ele aqui e no céu, quando Ele vier nos buscar (Cantar muitos louvores e fazer rodinha de oração).
        Vamos orar para Jesus nos ajudar a sermos fiéis a Ele, porque Ele nos ama e não podemos ser rebeldes com quem nos ama, não é?

Terceiro domingo - 3ª. Carta – À igreja de Pérgamo

        Esta igreja viu que servos de Deus foram muito maltratados e até dois diáconos morreram, mas não abandonaram o Senhor (Estêvão no começo, Antipas no fim).
        Pérgamo era uma igreja que teve muita gente querendo colocar idolatria no meio dela.
        Os servos que amavam o Senhor não aceitaram e Jesus disse: “Eu tenho a espada de dois fios”. Aí perguntamos: Por que a espada? Porque a espada é a Palavra de Deus que nos ensina o que é certo e errado.
        Ele dá o recado ao seu anjo (o pastor) para dizer aos maus, desobedientes, para se arrependerem, porque os servos vão receber um prêmio lá no céu: Comer o maná escondido. Vocês se lembram do maná que Deus deu ao povo no deserto? Os sustentou todo tempo. É a Palavra.
        E o que mais? Darei uma pedra branca e na pedra um novo nome que ninguém conhece, somente quem a recebe.
        Eu quero muito ganhar esta pedrinha branca com o meu nome novo.



Quarto domingo - 4ª. Carta – À igreja de Tiatira
 Vocês estão gostando de saber dessas cartas? Um monte de cartas!
        Agora, professora, se você falar dos olhos como chama de fogo, as crianças poderão se assustar e pés como latão reluzente também. Então é melhor dar a interpretação como:
        Olhos que veem tudo - Jesus mandou dizer que seus olhos veem todas as coisas boas e ruins. Se a gente vai brincar e quer todos os brinquedos e não empresta aos outros amiguinhos, o Senhor vê e não gosta, porque Ele sabe que vamos crescer e ser grandes e maus. Se um amiguinho ganhou um presente, logo vocês querem um igual. Está certo? Não! Ser invejoso não é correto para o servozinho(a) do Senhor.
        Pés que andam na direção certa porque é reluzente (ilumina o caminho) – Para dizer a nós: não gostei do lugar onde você foi, porque não é bom. Jesus é justo e julga entre o certo e o errado.
        Bem, nesta igreja entrou a mentira, idolatria, inveja, brigas no meio de gente grande e foi horrível.
        O Senhor disse para os que não foram invejosos, falando mal um dos outros: Eu quero que vocês sejam meus súditos, é assim que se fala do governo do rei.
        Um dia vou governar este mundo por mil anos. Quero que cada criança seja fiel, porque Eu Sou a Estrela da Manhã. Que beleza! E os meus vão reinar comigo no meu reino. Quem tem ouvidos ouça.

Quinto domingo - 5ª Carta - À igreja Sardes
         
Professor ,quando falar sobre Jesus tem sete espíritos cuidado
        Aqui elas podem cantar o hino Dons do Espírito Santo.”
        Que maravilha! Você precisa aprender uma lição e falta sabedoria. Peça ajuda a Jesus. Ah! Não tenho inteligência para isso! Peça ajuda.
        Que devo fazer? Ele tem o Conselho.
        Um menino quis fazer um desenho e mandou para um concurso. Ele consultou ao Senhor: Posso fazer? Feliz mostrou à mãe o texto confirmando que poderia. Fez e ganhou o prêmio. Que bênção!
        Bem, para esta Igreja o Senhor se mostrou poderoso porque eles não estavam obedecendo ao Senhor.
        Jesus, o Senhor disse pra eles: Eu sei que tens nome de servo que vive, mas estás morto. Misericórdia! E agora não finja que está vivo.
        Ex. menina que disse que todos pensavam que ela era crente.
        Uma menina de sete anos disse à mãe: Sabe, mãe, todo mundo na igreja pensa que eu sou crente porque você é professora e meu pai é pastor, mas eu sou crente por fora, por dentro não sou. Que consciência de pecado esta menina teve! Hoje ela é uma serva de Deus.
        Para as crianças e adultos, o Senhor fala sério: Sê vigilante (presta atenção).   Adão e Eva foram enganados pela serpente que entrou no Éden e na igreja também pode acontecer isto.
        “Para os meus servos tenho bênçãos”. Comigo andarão de vestes brancas; seus nomes não vão ser riscados do Livro da Vida; vou apresentar cada um ao meu Pai lá na glória e dizer: Pai, eu conheço Paula, André, Laís (faça como um livro e mostre nomes escritos e alguns riscados).
        “Não vos conheço!” Não queremos ouvir isso.
        Vamos ouvir: “Pai, estes foram lavados no meu sangue.”


Sexto domingo - 6ª Carta – À igreja de Filadélfia

        Explicar que na carta a essa igreja Jesus se apresenta como Santo e Verdadeiro e ele tem a chave de Davi; Davi foi rei e Jesus homem é descendente desta família dos reis, porque ele é o nosso Rei.
        O rei tem o trono (mostre um trono), tem cetro de ouro, tem coroa, tem muitos súditos. Ninguém faz nada contra o rei. Isto é muito bonito, não é?
        Bem, como o rei é tão importante, ele possui chaves. E para que servem as chaves? Isto mesmo, para abrir.
        Assim o Rei Jesus veio a este mundo e houve até um rei mau que quis matá-lo com medo de Jesus ser rei no seu lugar.
        Jesus não queria aquele reino. Era muito feio, com gente má.
        O reino de Jesus é para sempre. Quando ele morreu na cruz por nós, abriu a porta para a nossa salvação. Quem quiser pode entrar por esta porta, porque Ele disse:        “Eu sou a porta, se qualquer criança quiser entrar pode vir.”
        A outra coisa que a chave faz é fechar. Fechar para quem não quiser aceitar Jesus.

Cantar: Abre a porta do eu coração (no. 1126)
Abre a porta do eu coração
E deixa Cristo entrar,
Ele te dará Salvação,
Ao céu te levará...

Obs. Se não souberem cantar este hino, escolha um outro que fale sobre este assunto.

        Terminar esta carta de Filadélfia assim:

        Esta igreja foi muito fiel ao Senhor e Ele disse para ela:
        Vocês não negaram meu nome. Sendo fracos foram vitoriosos porque eu fiz vocês fortes.
        Eu vou voltar logo. Quero que o nome de cada um seja escrito no meu livro. Quem quer esta bênção?

        Façam rodinha de oração com a turma pedindo ao Pai, em nome de Jesus que ele venha morar no seu coração.




Sétimo domingo - Última Carta- 
Ap 3:14 – 22 - Carta à Igreja de Laodicéia

        Havia um rei casado com uma mulher que se chamava Laodiceia e então ele resolveu agradar a esposa dele pondo o nome daquela cidade de Laodicéia.
        Não foi por acaso este nome. O Senhor deixou porque esta igreja se tornou desobediente, não obedecia ao Senhor e fazia coisa que não agradam ao Senhor.
        Tornou-se idólatra e Deus não gosta de ídolos porque são feitos de pau, pedra e até de ouro, não vê, não fala. É muito triste ver gente que faz isto.        Então o anjo disse ao pastor da igreja que Jesus estava vendo isto porque ele é o Amém, o fim de tudo e assim ele disse que o mundo ia ficar mau e os servozinhos do Senhor iam ser guardados.
        O Senhor falou sério com aquela igreja:
        Eu sei todo mau que vocês estão fazendo. Abandonam a minha igreja; vão para lugares que eu não gosto. É melhor se decidirem: Ser frio ou ser quente.
        Que coisa ruim!
        Sabe, os que fazem isto são mornos, não tem mais amor a mim, à minha Obra e eu vou rejeitar vocês.
        Sabe a palavra que o Senhor falou mesmo? Vomitar. Que tristeza, misericórdia.

        Vou dar um conselho

        Como o Senhor é bom! Ainda aconselhou-os a se arrependerem e disse:
        - Estou à porta e bato, se alguém dessa igreja desobediente abrir a porta, eu farei igual como fiz com Zaqueu.
        Zaqueu subiu na árvore, lembram, para ver Jesus? E Jesus lhe disse:
        - Zaqueu desce depressa porque eu vi que você quer me ver e sabe, eu vou jantar com você.
        Então é isto. Faremos igual à Zaqueu, Jesus foi a sua casa e Jesus disse ainda:
        Quem vencer vai sentar comigo no meu trono.

        Que alegria! Vamos ser do Senhor Jesus para sempre.


“Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas”. Ap 3:22
fonte:Estudo: Ensinando os livros da Bíblia as Crianças

lembrancinha



 


mais opções de trabalho







É BOM SABER:

O cordeiro é adorado no céu

Na parte seguir de apocalipse, João vê Jesus no céu ( caps 4;5). Ele está sentado no trono como “ O cordeiro de Deus” que é digno de receber poder, riqueza, sabedoria, força, honra, glória e louvor (5:12).

O Juiz começa a punir o pecado

Nos capítulos 6 -18, Cristo aparece como Juiz, deus é longânimo – paciente, disposto a esperar (números 14:18). Ele quer que todos sejam salvos, mas como Deus é santo (apocalipse 4:8), Ele deve castigar o pecado. Estes capítulos de apocalipse descrevem os terríveis eventos que terão lugar na terra o que acontecerá às pessoas vivas durante o período medonho da tribulação ou sofrimento que Deus enviará (6:14-17). Você e eu não precisamos temer esses dias, pois, o Senhor prometeu que nos livrará se tivermos crido nele e recebido a Ele como nosso Salvador (I tessalonicenses 1:10). Os atos de Deus no livro de apocalipse mostram que Ele está no controle – que irá castigar os perversos e recompensar seus servos fiéis.

O vencedor prende satanás para sempre

Em apocalipse 19, Jesus se revela como “Rei dos Reis e Senhor dos Senhores” vencedor (19:16). No capitulo 20 Ele vence a batalha final como o diabo e o lança para dentro do “lago de fogo enxofre” (20:10).

A abertura do livro da vida

Depois disso, “o livro da vida” é aberto. Todos aqueles cujos nomes não forem encontrados neste livro são também lançados no lago do fogo (20:15). E você? O seu nome vai estar no “ Livro da Vida”? Ele estará registrado ali se você aceitar o senhor Jesus Cristo como seu salvador.

Se você nunca pediu a Jesus para ser seu salvador talvez queira agora. Diga simplesmente a Ele que sabe que é pecador ( Romanos 3:23) e que merece ser castigado (Romanos 6:23). Diga a Jesus que crê que Ele morreu na cruz para receber o castigo pelo seu pecado (I coríntios 15:3). Peça, e Ele vai salvar você (Romanos 10:13). Quando fizer isso, o seu nome será escrito no “livro da vida do cordeiro” (apocalipse 13:8 e 21:27), e você terá a garantia da vida eterna com Deus.

O Senhor recebe a sua noiva

Nos dois últimos capítulos da Bíblia, vemos Jesus descrito como o noivo (21: 2,3) que recebe a sua noiva – a igreja que Ele ama – na linda casa que preparou para ela. A descrição do céu é maravilhosa. Mas, o melhor de tudo é eu estaremos para sempre na presença da pessoas para quem a bíblia inteira aponta – o Senhor Jesus Cristo!

A Bíblia - A mensagem Especial de Deus para você

A bíblia não é um livro comum. É a palavra de Deus escrita especialmente para você e para mim. Bem no inicio deste livro, deus promete enviar o salvador que irá tirar nosso pecado (Genesis 3:15). No final vemos como será para aqueles que aceitaram o seu dom da salvação. Poderemos estar com Ele para sempre. Apocalipse termina com um suspiro de ansiedade de todos os salvos : “ vem Senhor Jesus” (22:20). Você está na expectativa da sua volta?

Vamos agradecer a Deus neste momento por nos dar este livro maravilhoso.

(Monitora: Os nomes dos livros do novo testamento foram colocados em música. Existem várias versões. Cante várias vezes e repita com freqüência para ajudar as crianças a lembrarem os livros na ordem).


Bibliografia: Bíblia de Recursos para o Ministério com criança – Editora Hagnos- APEC

FONTE:paguei figuras na net e texto adaptado a fonte do texto está abaixo

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Encenação com Fantoches - O dia de Natal


Zezé : Feliz Natal! Nasceu Jesus ! Lá Lá Lá (Cantando).
Emília : Feliz Natal ! Que Lindo que é o Natal !
Zezé : Pinheirinho, luzes, comidas, presentes, presépio...
Emília : Ei, Zezé, na tua casa tem presépio ? 
Zezé : Claro que sim ! Eu mesmo montei !
Emília : Zezé, você colocou os sábios do Oriente ?
Zezé : Sim! Eu li na Bíblia que os sábios viram a estrela no Oriente e vieram adorar 
a Jesus em Belém!
Emília : Mas eles deram presentes também!
Zezé : Sim! Eles deram ouro e perfumes, que simbolizam o Rei dos Reis !
Emília : Zezé, você está muito alegre hoje !
Zezé : é verdade ! Mas sabe o que é mais importante no dia do Natal ?
Emília : Acho que eu sei ! É adorar nosso Rei Jesus !
Zezé : Ei, crianças, será que a Emília acertou? Assim como os sábios vieram adorar Jesus, 
nós também devemos fazê-lo, não só no Natal, mas todos os dias!
Emília : Crianças, neste natal não fiquem contentes só porque ganharam doces e presentes
 mas porque Jesus é o nosso Rei, e viemos adorá-lo !
Zezé : Nunca se esqueçam que o natal pode existir todo o dia !
Emília : Todo dia natal ? Como assim, Zezé ??
Zezé : Em nosso coração, todo dia podemos permitir que Jesus more em nossa vida, e assim 
teremos Ele sempre conosco, e nos alegraremos muito !
Emília : Puxa, que maravilhoso! Vamos adorar a Jesus!
Zezé e Emília (Cantando) : “Glória, Glória a Deus nas alturas “
Zezé e Emília : Feliz Natal !

Fonte: http://www.ebd-biblia.com.br/products/teatro%3a-pe%C3%A7a-evangelica-para-fantoches-encena%C3%A7%C3%A3o-com-fantoches-o-dia-de-natal/

sábado, 5 de setembro de 2015

A IMPORTÂNCIA DA SANTA CEIA


(Sugestão de leitura para professores de Pré-adolescentes: As Ordenanças da Igreja)

INTRODUÇÃO

A Santa Ceia é celebrada como um memorial eterno que lembra a morte vicária de Jesus em substituição de todos os pecadores.

Memorial - Aquilo que mantém viva a memória de alguém ou de algo

 O QUE É A SANTA CEIA

A Ceia do Senhor trata-se de uma ordenança que o Senhor Jesus deixou para ser cumprida pela sua Igreja. Jesus diz “... fazei isto em memória de mim.” I Coríntios 11:24-25.
A Ceia do Senhor é uma das verdades centrais da nossa fé, visto que lembra a paixão e a morte de Cristo em nosso lugar, bem como a sua segunda vinda.
A santa Ceia é significada através da transubstanciação (Mudança da substância do pão e do vinho na do corpo e do sangue de Jesus Cristo) e da consubstanciação (União do corpo e do sangue de Cristo na Santa Ceia).
A Santa Ceia fala da Nova Aliança instituída por Jesus no seu sangue.

A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR

A ordenança da Ceia do Senhor Jesus, é levada a efeito para:
a) Mostrar que Jesus Cristo derramou seu sangue para fazer conosco um pacto, uma aliança – (Hb. 9:14, 15 e 28; I Co. 11:25)
b) Mostrar Cristo aos homens;
c) Conservá-lo na lembrança dos crentes;
d) Relembrar a «morte» de Cristo e conservar o seu sacrifício expiatório perante os olhos dos homens.

Este «memorial» entrou em vigor desde que Cristo encerrou a última refeição pascal com os seus discípulos. A Ceia do Senhor Jesus é uma forma especial de «ação de graças», pelo dom inefável de Jesus Cristo, o Redentor de todos os homens.

A CEIA DO SENHOR RELACIONA-SE A PASSADO, PRESENTE E FUTURO

Passado – Assim como a páscoa levou a nação de Israel a lembrar-se de sua redenção da servidão no Egito a Ceia faz-nos lembrar a redenção que possuímos através de Cristo. Na celebração da Santa Ceia, em dia oportuno para comemoração e meditação, o Calvário de Cristo é relembrado, bem como, o seu sacrifício em nosso favor.
Importa que a igreja lembre e relembre tudo que Cristo fez pela humanidade, a redenção e a esperança que Ele trouxe, reconhecendo a importância da sua morte não permitindo que ela seja vã para conosco.
Recordar a morte de Jesus é mais importante do que qualquer outro evento de sua vida porque não foi por nenhum evento ocorrido em seu ministério enquanto vivia que fomos salvos, mas através da sua morte.
Presente - Expressa a nossa «comunhão» com Cristo e, nossa participação nos benefícios oriundos da Sua morte sacrificial ao mesmo tempo expressa a nossa «comunhão» com a igreja (1 Cor 10.16,17). Ali Cristo, o hospedeiro, se encontra com os remidos, se identificando com a necessidade da alma de cada um.
A Mesa é do Senhor Jesus, Ele é quem nos convida a participar deste ato glorioso, foi Ele que se ofereceu e se entregou por nós, o convite é de Cristo, o hospedeiro, nós somos os seus convidados.
É glorioso saber que não estamos sós, Cristo está presente conosco, de uma forma tão tremenda, que dEle participamos, ao comermos do pão e bebermos do vinho, os elementos que representam essa comunhão.
É algo muito sublime que deve despertar em cada um de nós temor, respeito, alegria por ter a oportunidade de ser um convidado pelo o Mestre a participar dEle.

Futuro - A Santa Ceia é um ato que antevê a volta iminente de Jesus Cristo para arrebatar a Sua Igreja e, um antegozo em podermos participar com Cristo, na Ceia das Bodas do Cordeiro (esta Ceia não é literal, mas figurada, espiritual, mística, pois lá (no reino celestial) não existe nem pão, nem vinho, (Luc 22.17,18,30; Apoc 19.9)).
Uma das expectativas de Paulo com relação à vinda de Cristo era a comemoração da Ceia do Senhor Jesus, quando esperançoso ele disse aos coríntios: «Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice anunciais a morte do Senhor, até que ele venha» (1 Cor 11.26).
Mediante a adição destas palavras, ele determinou a prática contínua da ordenança da Ceia do Senhor, até a restauração da presença visível do Senhor Jesus.

OS ELEMENTOS DA SANTA CEIA

O SIMBOLISMO – Na celebração da Santa Ceia usa-se dois elementos simbólicos: o pão, que simboliza o corpo de Cristo partido por nós; o vinho, que simboliza o sangue de Cristo derramado por nós na cruz.
Devemos sempre ter em mente que, no ato da Santa Ceia, o pão é pão mesmo e o suco da vinha é suco mesmo. Estes dois elementos foram escolhidos para símbolos pelo próprio Senhor Jesus – Lucas 22:15-20.
LIÇÕES DOUTRINÁRIAS DA SANTA CEIA

A Santa Ceia deve ser precedida de discernimento espiritual, temor de Deus e humildade.

Os cristãos de Corinto estavam tendo uma visão muito distorcida da Ceia do Senhor Jesus, com isso não se examinavam antes de comer o pão e de beber o cálice do Senhor Jesus e, para complicar participavam indignamente da Mesa do Senhor Jesus (1 Cor 11.27-29).
Realmente é preciso que cada um saiba o que pode acontecer consigo, quando participa indignamente dela (1 Cor 11.27-30). Uma consciência pura é o passo decisivo para a nossa santificação, para que assim possamos participar da Santa Ceia do Senhor Jesus, sem medo algum de estarmos contrariando as normas que regem a sua observância e nem de sermos condenados por Cristo.

É preciso também que estejamos conscientes sobre as verdades espirituais que fundamentam a nossa fé quando se celebra a Ceia do Senhor Jesus:

1. A Santa Ceia é um memorial divino da morte do Cordeiro de Deus em nosso lugar;
2. A Santa Ceia é uma profecia a respeito da volta de Jesus até que Ele venha;
3. A Santa Ceia é o alimento espiritual pela fé e esperança de que seremos novamente alimentados espiritualmente;
4. A Santa Ceia é um momento de ação de graças a Deus;
5. A Santa Ceia é um momento de profunda e solene devoção e louvor a Deus;
6. A Ceia de Cristo é a continuação da nossa comunhão com Ele e não o início dela;
7. significa externarmos a nossa comunhão com Cristo (e, Cristo conosco) e com a Sua Igreja (1 Co. 1.9; 10.16), esta comunhão requer separação do pecado;
8. A Santa Ceia é de caráter completamente festivo, é uma reunião que nos transmite alegria;
9. o caráter da reunião para a Ceia deve ser única e exclusivamente voltado para ela;
10. Na Santa Ceia, o Cristo Vivo é o hospedeiro presente.
CONCLUSÃO

Jesus participou da carne e do sangue quando se tornou homem, e de uma forma espiritual também temos que participar do corpo e do sangue de Cristo para sermos participantes da natureza celeste (Hb. 2.14) “Visto, pois que os filhos têm participação comum de carne e sangue, deste também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo”.
As desordens na celebração da Santa Ceia pelos irmãos de Corinto, servem de alerta para nós, para que não venhamos a cair nestes mesmos erros; é preciso acima de tudo discernir o Corpo e o Sangue de Cristo nos elementos que a eles simbolizam.
Fonte: adbelavista





AQUI TEM MAIS
http://anotacoesdabiblia.blogspot.com.br/2010/11/teatro-para-adolescente-ceia-presente.html