terça-feira, 24 de março de 2015

Aula Especial Páscoa – Jesus está vivo!

Sala 3 anos

Aula Especial Páscoa – Jesus está vivo!


·         Ideia principal: Estamos alegres pois Jesus esta vivo e ficará pra sempre conosco.
·         Referências bíblicas: Eu estarei com vocês todos os dias. Mateus 28:1-20; Mateus 28:16-20.
·         Preparar um cartaz com rostos sorridentes.
·         Providenciar papel e tinta.
Desenvolvimento da aula:
1.    Formar uma roda. Pergunte o nome de cada criança. Diga como é bom ter amigos e estar com cada um deles.

2.    Hora do Louvor!

3.    Contar a história: Jesus é muito mais poderoso que a morte, porque Ele ressuscitou e hoje está vivo. Por isso, podemos falar com Ele e pedir ajuda na hora da dificuldade. Essa é a verdadeira páscoa. Peça para as crianças repetirem: Jesus está vivo!”

4.    Oferecer o desenho de uma flor para cada criança pintar, elas devem decorar da forma que desejarem. Na páscoa as flores enfeitam as casas e nós lembramos que Jesus esta vivo e esta sempre conosco.


1.    Agradecer a Deus pela alegria da páscoa e por Jesus, que transforma a tristeza em alegria. Bater palmas, levantar os braços e dizer Oba, que bom que Jesus esta vivo!

2.    Outra sugestão de ativida


Sala 4-12 anos

Tema do mês: Páscoa

Objetivo: Levar às crianças a crerem na Ressurreição de Jesus e saber que elas têm uma nova vida através da Sua Morte e Ressurreição!

Versículo base: Louvemos a Deus, por causa da sua grande misericórdia, Ele nos deu uma nova vida pela ressurreição de Jesus Cristo. 1 Pedro 1:3


 


fonte:http://bolinhadenevebc.blogspot.com.br/

Teatro infantil: As quatro sementinhas (A parábola do Semeador)




Aqui está a versão original,na minha apresentação eu fiz algumas modificações!...

Um semeador saiu a semear...
É uma versão da parábola do semeador(Lucas 8 de 4 a 15), contada para crianças, interpretada por crianças...Essa parábola foi contada por Jesus aos seus discípulos.

SEMEADOR: “que bão dia para sameá umas semente! ispero que elas brote e dê muitos fruto! Pena que num depende de mim o seu crescimento , mas minha parte eu tô fazeno (olha pro chão, perto do saco de sementes) _uai, sô! O saco deve tê rasgado e caiu quatro sementinha aqui no chão (abaixa-se e as pega) _vão sê as primeira a sê samiada.... (sai em seguida)
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
NARRADOR: Então o semeador passou o dia inteiro semeando todas as sementes que havia colocado em sua sacola... estava um dia maravilhoso e ele trabalhava com muita vontade  e alegria...
Haviam passarinhos cantando bem alto nos pés de eucalipto, o sol iluminava de um dourado maravilhoso o milharal do sitio vizinho, que era cercado por umas plantas espinhosas, mas apesar do perigo dos espinhos, até que era uma cerca muito bonita que se estendia até umas pedreiras lá no alto do morro... o semeador trabalhou duro, mas nunca deixava o sorriso sair do seu rosto, pois aquela era sua vida...
No fim da tarde, quando o sol já estava se despedindo, o semeador volta para sua casa, feliz por mais um dia de trabalho...agora era só esperar as sementinhas germinarem...
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
SEMENTINHA 1: Acho que caí de mal jeito...ai, minhas costas..parece que fui pisada...preciso chegar naquela terrinha ali..não vejo a hora de nascer!!
CORVO: Hum...olá sementinha...
SEMENTINHA 1: Quem é você?
CORVO: Eu??? Sou um corvo.
SEMENTINHA 1: Corvo? O que é um corvo?
CORVO: Eu sou uma ave... Sabe o que nós aves mais gostamos de fazer?
SEMENTINHA 1: Não... Nunca conversei com ninguém, que não fosse semente.
CORVO: Gostamos de engolir sementes apetitosas e gordinhas como você....uahh!!
SEMENTINHA 1: Socorro!!! Alguém me ajude!!!
o corvo a ataca...
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
SEMENTINHA 2: Ai , que alegria! Estou germinando! Vejam minha raiz aparecendo, logo, logo darei muitos, frutos para alegria de todos! lá-lá-lá-lá....
o sol aparece
SEMENTINHA 2: Puxa vida, que calorão!!!
SOL: É verdade, sementinha... Hoje nem eu estou me aguentando...ufa!!
SEMENTINHA 2: Será que não dá pro senhor ir mais pra lá, não? Eu estou ficando desidrata!
SOL: É uma pena... Fui criado para não sair daqui... Não posso fazer nada... Só vai melhorar lá pelas cinco e meia da tarde...
SEMENTINHA 2: Mas seu sol, não tô aguentando... Preciso de água senão vou morrer! Alguém me ajude! Água, água!!! Água!!! Cof!!! Cof!!! Água!!!
SOL: Sinto muito, mas quando me emociono, esquento ainda mais...buá – tadinha da sementinha...
SEMENTINHA 2: Água...á-g-u-a...á... ( se encolhe e fecha os olhos) adeus, estou morrendo...
o sol continua chorando
--------------------------------------------------------------------------------------------------------
SEMENTINHA 3: Aqui estou eu! Já estou crescendo, vejam que bom lugar eu estou, protegida do corvo que comeu a minha amiga e protegida do sol que secou a outra sementinha...coitadinhas...ainda bem que me dei bem...
ESPINHEIRO: Com licença, ô sementinha...
SEMENTINHA 3: Pois não, espinheiro...quer dizer alguma coisa?
ESPINHEIRO: Sabe o que é? Essa terra já tem dono..os espinheiros já vivem aqui por muito tempo, não sei se você vai conseguir viver no meio de tantos espinhos, não...
SEMENTINHA 3: Ué, por que você tá dizendo isso agora? Nós crescemos juntos...
ESPINHEIRO: é, mas as plantas da minha família crescem mais rápido e jogamos nossos braços por todo lado e sinto que vou crescer mais... (começa a levantar devagar e abraça a sementinha).
SEMENTINHA 3: Tire essas mãos espinhentas de cima de mim!! Eu quero crescer!!!
ESPINHEIRO: Não posso, faz parte da minha natureza enrolar em qualquer coisa!
SEMENTINHA 3: Me solta!!! Socorro!! Você está me sufocando! Cof! Cof! Aiii!!! Cof! Cof!
ESPINHEIRO: Sinto muito, sementinha, não posso fazer nada!
(a sementinha morre nos braços do espinheiro)
ESPINHEIRO: Eu tentei avisar... Essa terra só dá espinhos...
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
árvore entra
SEMEADOR: Mas que belezura de arve, meu Deus...óia só quanta fruta nela! é já tá na hora de coiê o que eu prantei...bem dispos eu faço isso..agora vô discansá um poco imbaixo dessa sombrinha...
ÁRVORE: Olha só como estou linda! Eu também era uma sementinha, mas tive tudo a meu favor. Cresci em terra boa... Não fui comida pelos pássaros, não fui pisada... Tive sol na medida certa... Não fui jogada no meio das pedras e nem no meio dos espinhos... Aí vieram as chuvas e aqui estou eu! Firme! Forte! Feliz e alegre!
------------------------------------------------------------------------------------------------------
NARRADOR: “ e os seus discípulos o interrogaram, dizendo: Que parábola é esta?
Respondeu-lhes jesus:
A vós outros é dado conhecer os mistérios do reino de Deus; aos demais, fala-se por parábolas, para que, vendo, não vejam; e , ouvindo, não entendam.
Este é o sentido da parábola: A semente é a palavra de Deus;
A que caiu a beira do caminho são os que a ouviram; Vem, a seguir, o diabo e arrebata-lhes do coração a palavra, para não suceder que, crendo, sejam salvos...
A que caiu sobre a pedra, são os que, ouvindo a palavra, a recebem com alegria; estes não tem raiz, creem apenas por algum tempo e, na hora da provação, se desviam...
A que caiu entre espinhos são os que ouviram e, no decorrer dos dias, foram sufocados  com os cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus frutos não chegam a amadurecer...
A que caiu na boa terra são os que, tendo ouvido de bom e reto coração, retêm a palavra; estes frutificam com perseverança...”
FONTE:VI GOSTEI E COLOQUEI PARA QUEM QUISER FONTE: http://escolinhabiblicadagarotada.blogspot.com.br/

O SAPATO DO CRISTÃO


 outro modo de fazer fácil,para montar


Versículo bíblico: Mateus 5.16 :E assim, brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras E GLORIFIQUEM A VOSSO PAI QUE ESTÁ NO CÉU” –

Esta história também pode ser usada no dia dos pais. ~

De acordo com o que vai contando, as pastes da história formam um sapato. Que chamamos de sapato do cristão.
Você sabia? Muito antigamente se conhecia uma pessoa através dos sapatos que ela usava? Se tinham saltos e bicos muito finos, ou não. O formato do sapato dizia a que classe social pertencia à determinada pessoa.
Até hoje ainda é assim. Quando a pessoa é de classe social alta, os sapatos são pomposos, chiques, caros. Bem diferente dos sapatos de uma pessoa de classe baixa. (Site exemplos use sua criatividade. Apresente uma parte de cada vez, falando sobre cada uma delas na ordem que está abaixo: fixe as partes em um flanelógrafo).
Pois bem. Hoje iremos estudar

                    O SAPATO DO CRISTÃO.
E o sapato do cristão como deve ser?


- O SOLADO -
Vamos começar pelo solado. A sola é a base aonde se firma o pé. (fig-1e2)
O solado representa a salvação. Sapato sem sola não é sapato, cristão sem salvação não é cristão. (Efésios 2.8)


- O SALTO -
O salto é a parte do sapato aonde sustenta a maior parte do peso do corpo. Também serve para elevar e é feito de um material forte ou logo quebra.
O salto representa o estudo da Bíblia. Aparte que sustenta o cristão. (fig-3)


- O CADARÇO -
Sem o cadarço, o sapato não tem como ficar firme no pé. O cadarço representa a fé do cristão. Sem fé é impossível agradar a Deus. (fig-4).


- O BICO -
O bico do sapato é a parte que todos vêem. E precisa está sempre bem limpo e brilhando. O bico representa o testemunho do crente. (fig-5). O cristão precisa dar bons testemunhos. (Mateus 5.16).


- O CONTRA FORTE - 
O contra forte é a parte de trás que fica escondido. Ninguém ver. Essa parte do sapato representa a parte que menos se ver no cristão, a oração. (fig-6)
Por que a oração do cristão deve ser em secreto com Deus. Por isso poucos vêem.


Agora sim o sapato está completo. Viu só, um cristão bem preparado para a guerra, anda bem calçado. Para não ser atingido pelos dardos de seu inimigo.



Fonte:Recebi da amiga Sandra Linhares 

quinta-feira, 19 de março de 2015

BOLINHA - APEC


Texto áureo:
“Ninguém tem maior amor do que este,
de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos
Parecia uma bola de pêlos amarelos com perna e tudo...mas, era uma gatinho de verdade



A senhora não acha que este é o bichinho mais lindo do mundo? Perguntou Júnia, uma menina de 10 anos. _ Posso fixcar com ele? E seus grandes olhos azuis imploravam. Enquanto falava, Júnia observava o gatinho que brincava perto dela.



 _ Mas, Júnia- protestou a mãe- você já tem dois coelhos, um cachoro e três patos. Isto já é bastante para ma menina criar.
_ Oh, mamãe, mas ele é tão bonitinho. Que pelo macio e olhos tão azuis! Ele já gosta de mim. Escute como ronrona! Aninha vai gostar de brincar com ele porque nosso cachorro é muito grande pra ela. Ah, mamãe, deixa...
Neste instante uma menina de três anos veio do quarto e viu o gatinho.
_ Aninha quer o gato! Aninha quer o gato! – repetia animada.
_ Veja, Aninha, não é um gatinho lindo? – Júnia encorajou-a.- Alise a cabecinha e segure-o com cuidado. Olhe, mamãe, Aninha também quer ficar com ele, não quer, Aninha?
_ Aninha quer gatinho bonito, mamãe. – disse a pequerrucha, acariciando-o suavemente.
_ Bem, acho que vocês podem ficar com ele- disse dona Selma. Vão buscar aquela tijela branca, trincada.
Ainda podemos usá-la algumas vezes para o gatinho. É melhor que vocês não fiquem com a idéia de que ele ficará conosco.
_Oh, espero que possamos ficar com ele a vida toda – isto é - se ele não pertence a outra pessoa. – disse Júnia. – Aninha, segure o gatinho enquanto eu vou buscar a tijelinha com leite.
_ O gatinho estava mesmo com fome. Lambeu o leite num instante e depois limpou as patas e lavou o rosto.
_ Cuidado, Aninha, não o aperte demais. Sei que você quer acariciá-lo, mas tenha cuidado, ele poderá arranhá-la.
Parecia que as duas meninas tinham achado uma coisa que seria objeto de seu amor e prazer.
_ Ele vai ser de nós duas, Aninha. – disse Júnia - Vamos dar-lhe um nome. Como vai chamá-lo? Vamos escolher um nome que dê certinho com ele. Mamãe, que nome vamos dar ao gatinho?
Mamãe veio até a porta.
Ele é amarelo como manteigae depois de tomar o leite, enrola-se como uma bola. – observa a mamãe.
_ Bolinha – murmurou Aninha, enquanto alisava a cabeça do gatinho que procurava aninhar-se em seus pés para dormir.
_ Isto mesmo! Bolinha! - Disse a mamãe – porque não o chamamos de Bolinha? Este nome é bonitinho com ele.
_ Bolinha – falou Júnia bem baixinho – é um bom nome para o nosso gatinho. Sei que vamos ser amigos por muito tempo, não é, Bolinha?
A primavera chegou com seu esplendor de flores e canto de pássaros. No verão, Bolinha já estava bem maior e gostava de acompanhar as meninas em seu divertimento. Ele gostava de ser carregado, especialmente por Aninha. Os dois quase sempre estavam juntos. Bolinha se tornou um amigo verdadeiro, como você vai ver.
Um dia, Aninha estava brincando na areia com seu balde e sua pá. Era uma tarde quente e ela estava ficando com sono. Resolveu então procurar um lugar fresco embaixo de uma grande árvore, quando ouviu Júnia chamando.
_ Venha aqui, Aninha, está na hora da sua soneca. Não, não corra. Venha agora mesmo. Depressa.
ouvindo a voz de Júnia, a pequena voltou e começou a andar devagarzinho para casa. Tinha dado alguns passos quando ouviu um zumbido. Parou de repente com o olhar fixo numa grande cobra marrom. Aninha nunca tinha visto uma cobra, mas assim que viu o animal inchar com a língua para fora, ficou com medo. Seus grandes olhos se encheram de horror e suas faces coradas ficaram pálidas. Ela respirou fundo e começou a chorar. Largou o balde e cobriu o rosto com as duas mãos.
O movimento e barulho do balde enfureceram a cobra que se preparou para atacar, entretanto, Júnia, que ao primeiro sinal de medo em irmã, correu para alcançá-la. Enquanto corria,, avistou a cobra e deu um grito. Correu mais depressa querendo salvar Aninha.
_ Senhor Jesus, me ajude a salvar – ela clamou, reconhecendo que não poderia alcançar a irmã antes do ataque da cobra.

 Enquanto corria o trecho final, Bolinha lançou-se entre Aninha e a cobra. Estava com as costas arqueadas e rosnava furioso. As presas da cobra cravaram na cabeça do gatinho, enquanto Júnia agarrava depressa sua irmã.


 Sr. Sérgio, ouvindo os gritos das crianças, deixou o trator e correu em direção às filhas. Ele percebeu que algo horrível estava acontecendo. Dona Selma também foi correndo e alcançou as crianças, quando chegaram à varanda. Apavoradas e soluçando, as duas contaram à mãe o que tinha acontecido. Sr. Sérgio correu com uma enxada e matou a cobra num instante, mas era tarde demais para o gatinho corajoso. Júnia tentava controlar as lágrimas enquanto contava o que aconteceu. Mas, quando falou do heroísmo de Bolinha, agora morto, não se conteve.



As lágrimas de Aninha também rolavam enquanto dizia repetidamente: _ Bolinha morreu por mim! Bolinha morreu por mim!!
Dona Selma mandou as meninas pra dentro e pôs Aninha na cama. Depois foi conversar com Júnia sobre o amor e a lealdade na hora do perigo.
_ Bolinha foi um amigo verdadeiro no perigo, não foi mamãe? - disse Júnia – Imagine o que teria acontecido à Aninha se Bolinha não estivesse lá. Será que doeu muito as mordidas da cobra?
_ Acho que sim querida, mas devemos ser gratos porque ele deu a vida por Aninha. – respondeu mamãe.


_ Júnia, isto não a faz pensar no Senhor Jesus que deu Sua vida por nós? João 3.16 é um retrato fiel do que Jesus fez. Ele tomou nosso lugar na cruz do Calvário para que possamos ter a vida eterna. (PROFESSOR, EXPLIQUE CUIDADOSAMENTE O PLANO DA SALVAÇÃO)
_ Sim, mamãe, estou triste porque Bolinha morreu, mas quando a senhora me fez lembrar que Jesus morreu por mim, fico mais triste ainda por causa dos meus pecados. Como sou contente por já ter aceitado Jesus como meu Salvador há quatro anos passado. Cada dia Ele se torna mais querido pra mim e hoje estou alegre porque sou salva. Oh, mamãe, não será maravilhoso quando Aninha aceitar Jesus em seu coração?
_ Sim, querida. Vamos orar para que isto aconteça hoje mesmo. Você sabe que temos esperado uma oportunidade para explicar a Aninha o que Jesus fez por ela. Creio que o momento chegou. Quando ela acordar falaremos sobre isso. Sei que ela fará algumas perguntas sobre Bolinha, e então lhe diremos que ele a amava tanto que corajosamente deu a vida por ela. Isto nos dará a oportunidade de explicar-lhe de maneira simples que há alguém que a ama muito mais e por ela deu a Sua Vida na cruz.
E foi assim que, pelo exemplo de Bolinha, Aninha compreendeu que Jesus morreu para salvá-la. E, naquele dia mesmo, ela o recebeu alegremente em seu coração. Bolinha não tinha morrido em vão.
E você? Já compreendeu que Jesus morreu também para salvá-lo? Faça como Aninha, receba Jesus agora mesmo em seu coração. ( LEIA JOÃO 1.12 E FAÇA O APELO)


Fonte:recebi da minha amiga Sandra Linhares  




























quarta-feira, 11 de março de 2015

EU SOU ESPECIAL


LIÇÃO BÍBLICA PARA CRIANÇA DE 2 A 4 ANOS -


IDEIA PRINCIPAL
DEUS CRIOU AS PESSOAS COM UM CORPO MARAVILHOSO. CADA PESSOA É DIFERENTE E ESPECIAL.

A BIBLIA
DEUS CRIOU CADA PARTE DO NOSSO CORPO -
GENESIS 1 E 2, SALMOS 8:5, SALMOS 139:1-18, MATEUS 18:1-5

PREPARAÇÃO DA AULA
COLOCAR UM ESPELHO DENTRO DE UMA CAIXA
ARRUMAR UM FLANELOGRAFO E PREPARAR OS PERSANAGENS DA HISTORIA, COLOCANDO PEDAÇOS DE LIXA ATRÁS.
PREPARAR MOLDES DE CABEÇAS, CORPOS, PERNAS E BRAÇOS PARA FAZER O CORPO HUMANO.
PROVIDENCIAR PAPEL E GIZ DE CERA.


DESENVOLVIMENTO DA AULA
MOSTRAR A CAIXA COM O ESPELHO. DIZER QUE NA CAIXA TEM ALGUÉM QUE DEUS AMA MUITO. DEIXAR QUE CADA CRIANÇA OLHE A SUA IMAGEM NO ESPELHO. CHAMAR A ATENÇÃO PARA A COR DOS OLHOS, DOS CABELOS E OUTRAS CARACTERISTICAS DAS CRIANÇAS. AFIRMAR A IMPORTANCIA E AS DIFERENÇAS DE CADA UM

CANTAR OS NOMES DAS CRIANÇAS USANDO DOIS OU TRES TONS. EXEMPLO: "ONDE ESTÁ CARLINHOS? (mi,mi,do,sol,mi,dó). A CRIANÇA PODE RESPONDER: EU ESTOU AQUI. IMITANDO OS SONS ESCOLHIDOS PELO LIDER: SEM FORÇAR, CONDUZIR AS CRIANÇAS A DIZEREM: NOSSOS NOMES SÃO BONITOS. BATER OS RITMOS DO S NOMES COM AS MÃOS, DEPOIS COM OS PES.

SENTAR, RELAXAR, FECHAR OS OLHOS. AGRADECER A DEUS POR NOSSO CORPOS.

CONTAR A HISTORIA MOSTRANDO A BIBLIA COM O MARCADOR NO LUGAR DA PASSAGEM. (PERGUNTAR) VOCÊS SABEM QUE LIVRO É ESTE? A BIBLIA TEM MUITAS HISTORIAS BONITAS SOBRE DEUS E JESUS, A PRIMEIRA HISTORIA CONTA COMO DEUS CRIOU O MUNDO(MOSTRAR GRAVURAS OU DESENHOS SIMPLES COM LIXA COLADA ATRÁS PARA FIXAR NO FLANELOGRAFO).
DEUS FEZ O SOL, ARVORES, ESTRELAS, RIOS, ETC.(MOSTRAR AS FIGURAS COLOCANDO-AS NO FLANELOGRAFO), MAS O MELHOR DE TODAS ESSAS COISAS, MELHOR DO QUE O SOL E AS ESTRELAS, MELHOR DO QUE AS FLORES E ARVORES, MELHOR DO QUE AS BORBOLETAS E PASSARINHOS, MELHOR DO QUE OS CACHORRINHOS E GATINHOS FOI DEUS TER FEITO AS PESSOAS... GENTE DE TODOS OS TIPOS: MAES, PAIS, VOVÔS, VOVÓS, TIOS, TIAS, MENINOS, MENINAS E BEBEZINHOS. ESTAVA EM SEUS PLANOS QUE AS PESSOAS VIVESSEM EM FAMILIAS. E DEUS FEZ AS PESSOAS DE UMA MANEIRA ESPECIAL: COM OLHOS PARA ENXERGAR, OUVIDOS PARA ESCUTAR, UMA BOCA PARA FALAR, PÉS PARA CORRER, MÃOS PARA TOCAR, ABRAÇAR E AJUDAR, E UMA CABEÇA PARA PENSAR. QUE DEUS BOM! COMO DEUS É MARAVILHOSO! OBRIGADA(O) DEUS.

COLOCAR FIGURAS GEOMETRICAS NA MESA: CIRCULO, RETANGULO, QUADRADO E TIRAS COMPRIDAS QUE POSSAM REPRESENTAR AS PARTES DO CORPO. PEDIR QUE A CRIANÇA JUNTE AS FIGURAS E COLE NUMA FOLHA DE PAPEL. COMPLETAR O TRABALHO COM GIZ DE CERA.

REUNIR AS CRIANÇAS: DE MÃOS DADAS DIZER: UMA VEZ OS AMIGOS DE JESUS PERGUNTARAM: QUEM É O MAIS IMPORTANTE? JESUS COLOCOU UMA CRIANÇAS NO MEIO DELES E DISSE: PARA SER IMPORTANTE, É PRECISO SER COMO UMA CRIANÇAS. VAMOS LEVANTAR BEM ALTOS OS BRAÇOS E DIZER: EU SOU BONITO/A. EU SOU ESPECIAL"OBRIGADA(O) DEUS.

OUTRAS ATIVIDADES
DEITAR UMA CRIANÇA SOBRE UMA FOLHA DE PAPEL MURAR E FAZER O CONTORNO DO SEU CORPO. COMPLETAR A FIGURA COLOCANDO OLHOS, NARIZ, BOCA, CABELO, ETC. PRENDER A FOLHA NA PAREDE E CONVERSAR SOBRE O CRESCIMENTO: DO CORPO, DA INTELIGENCIA E NOS RELACIONAMENTOS.

FAZER UM CARTAZ COM FIGURAS DE CRIANÇAS DE VARIAS IDADES REALIZANDO DIFERENTES ATIVIDADES.

CANTAR MUSICAS SOBRE AS PARTES DO CORPO, COMO: CABEÇA, OMBRO, JOELHO E PÉ.

FAZER UMA BRINCADEIRA DE MIMICA. OBSERVANDO O LIDER, AS CRIANÇAS SEGUEM SEUS MOVIMENTOS: UMA MÃO NA CABEÇA, OUTRA NA BARRIGA, UN DEDO NA PONTA DO NARIZ, ASSIM POR DIANTE.

CAMINHAR DE VÁRIAS MANEIRAS: PULANDO DE UMA PERNA SÓ, SALTITANDO, MANCANDO, ARRASTANDO O PE, MARCHANDO, ANDANDO PARA TRÁS, ASSIM POR DIANTE. EXPLICAR QUE SOMOS TODOS DIFERENTES E QUE PODEMOS ANDAR DE MANEIRAS DIFERENTES.


FONTE:SEMENTE DA MOSTARDA - VIVENCIANDO A BIBLIA.